Postado por : Patricia Gonçalves 15 abril 2013


A Menina que Roubava Livros
Autor: Mark Zusak
Páginas: 480
Editora: Intrínseca
Resenha por: Patricia Gonçalves
Compre com desconto







Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a Morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em "A Menina que Roubava Livros". Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade desenxabida próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido da sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona de casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, "O Manual do Coveiro". Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro de vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes...

O que logo de cara me chamou a atenção foi a capa quase monocromática, em preto, branco e vermelho, e atrás na sinopse escrita “Quando a Morte conta uma história, você deve parar pra ler”.

Para mim, esse livro é um poço de curiosidades. A primeira delas é que Mark Zusak, o autor, baseou-se nas histórias de seus pais, que viveram na Alemanha nazista e na Áustria para escrever o livro. Em minha opinião, isso tornou tudo mais verídico e emocionante. 

Outra curiosidade, é que toda a história do livro é narrada pela visão da Morte e ela é a personagem principal. Sim, a Morte! A princípio você pode achar estranho, mas ao contrário do que pensamos, a Morte é humorada, inteligente e excelente narradora... Ela conta os fatos utilizando nossos cinco elementos para poder descrever algo, ou seja, o livro é uma verdadeira experiência sensorial...
As pessoas só observam as cores do dia no começo e no fim, mas para mim, está muito claro que o dia se funde através de uma multidão de matizes e entonações, a cada momento que passa.
Conforme a Morte vai contando a história, no meio dos parágrafos, ela faz alguns comentários que acha pertinente e cheguei a rir de alguns. A história se passa na Alemanha nazista, entre os anos de 1939 a 1945 e conhecemos Liesel, a menina que sobrevive a três encontros com a Morte.
Por motivos familiares, ela é separada de sua família e acaba sendo adotada por outra, um pintor muito gentil e uma lavadeira estressada. E assim Liesel recomeça sua vida, tendo que aprender a lidar com as dificuldades que decorreram dessa mudança, além de novos sentimentos, como o carinho e afeto que desenvolve pelo seu melhor amigo, Rudy.

Nesse meio tempo, a guerra chega com tudo e podemos acompanhar de perto o impacto que causou na sociedade alemã, as transformações brutais e a perseguição aos judeus. Tanto é que chega num certo momento, em que a familia de Liesel dá abrigo para um lutador judeu, Max.

O autor consegue nos levar tão fundo na história, que quase podemos ouvir os bombardeios estourando e as sirenes tocando.

Mesmo com todo esse cenário devastador à sua volta, Liesel não perde a esperança e se agarra com força nos livros, que lhe dão a perspectiva de um futuro melhor. Ela chega a roubar alguns durante a história e desenvolve um grande carinho por eles.
Ah sim, decididamente, eu me lembro dele. O céu estava pesado e fundo feito de areia movediça. Havia um rapaz embrulhado em arame farpado, como uma gigantesca coroa de espinhos. Desenredei-o e o levei embora. Em acima da terra, caímos juntos de joelhos. Foi só mais um dia em 1918.
A primeira vez que li esse livro, tinha pegado emprestado de uma amiga minha. Ao devolver, fiquei sem graça, porque eu tinha manchado algumas (digo, muuuuuuuitas) páginas com lágrimas de choro. Realmente me emocionei muito com a narrativa e teve momentos em que as lágrimas desciam abundantes e eu parecia uma criança pequena.

Recomendo para quem gosta de livros com plano de fundo histórico, que goste de drama e não se importe em chorar como eu... E que também aprecie livros bem escritos no qual você tenha que usar seus cinco sentidos para compreender totalmente o que a Morte está narrando.



Comentários
31 Comentários

{ 31 comentários... comente você também }

  1. Vocês acreditam que ainda não li esse livro?
    Mas depois de ler essa resenha me deu mais vontade ainda de ler.
    Adorei!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neriana, ainda não leu?!
      Então não perca mais tempo....Corre atrás de um exemplar e comece a ler! Vale muito a pena, depois nos conte o que achou ;)

      Excluir
  2. Sou apaixonado por essa história!
    Único livro que emocionou ao ponto de sair lágrimas, rsrs!
    :)

    meulivroeeu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mauricio, mas não tem como não sei apaixonar pelo livro... Recomendo sempre que posso, nunca vi nada parecido antes ;)

      Excluir
  3. Olá, amei sua resenha...estou lendo Eu sou o mensageiro e este é o próximo da minha lista!!! bjus (seguindo)

    Elaine
    www.loucaporlivros2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elaine, fico feliz em saber que esse será seu próximo livro e que tenha gostado da minha resenha ;)
      Depois que ler, me conte o que achou viu?

      Excluir
  4. Muuito bom esse livro, devorei em três dias!
    How about a kiss, Saumensch? *--*
    Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiza, é muito bom mesmo né?!
      Daquele tipo que vicia <3

      Excluir
  5. Ótima resenha.
    Indico esse livro a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio, Maria Luisa *-*
      Também sempre indico, tá minha lista dos favoritos.

      Excluir
  6. Tô com esse livro há eras aqui na estante, sem nunca ter coragem de lê-lo. Acho que vou pegá-lo assim que terminar o que estou a folhear agora. :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim ele estava parado na sua estante, Gigua?! D:
      Prometo que não vai se arrepender! *_*

      Excluir
  7. Concordo! Não tem como não gostar deste livro!

    O autor trata assuntos difíceis (guerra, morte...) de uma forma única, quase poética. Quando li, não esperava nada e acabei me surpreendendo!

    Recomendo sempre que possível! ;D

    Beth Santos
    www.gavetadecoisinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beth, concordo plenamente com você!
      O estilo do Mark é muito poético, daquele tipo que faz você mergulhar por completo na história ;)

      Excluir
  8. Um dos melhores livros que já li...

    O que me chamou a atenção a principio tambem foi a frase "Quando a Morte conta uma história, você deve parar pra ler".. e literalmente parei tudo para ler.. rs

    Valeu a pena, o livro é show! Recomendo para TODOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clau, vamos combinar aqui que essa frase é tudo né?! Super provocante e instigante....Não consegui resistir ao apelo da dona Morte :D

      Excluir
  9. Preciso ler esse livro. A cada resenha que leio ou amigo divulgando sinto que preciso rapidamente lê-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monica, então não deixe pra depois! Peça emprestado pra algum amigo e leia ;) Depois nos conte o que achou.

      Excluir
  10. Amo esse livro, me emocionei de verdade com ele.
    Super recomendo também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, nem me fala Gabriela! Sempre quando o vejo na minha prateleira, fico com o coração apertadinho, mas de um modo positivo *-*

      Excluir
  11. Tô louca para ler esse livro... Sempre ouvi falar muito bem dele, mas nunca tive a oportunidade de ler e agora a resenha me deu mais vontade ainda! Nem que eu baixe um ebook e leia no celular, eu ainda leio esse livro até o final do ano, hahaha
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kéren, mesmo que seja por e-book tá valendo! Mas toma cuidado pra não deixar as lágrimas cairem no tablet/celular viu? ;)

      Excluir
  12. Eu gostei muito da sua resenha. Com certeza tá na lista do próximo livro que eu vou comprar.

    ;**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tay, obrigada pelo elogio *-*
      E assim que ler, me diz o que achou!

      Excluir
  13. Livro incrível, recomendo demais.

    ResponderExcluir
  14. Eu tbm não li ainda, isso é meio que um pecado né?!
    O filme já está sendo filmado e eu nem mesmo conheço a obra, uma tristeza...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trate de ler, pois eh uma obra prima.
      O filme vai ser outra, mas nd se compara ao livro.

      Excluir
  15. No final da historia tive q deixar sair td q segurei durante ela kkk eu sabia que o livro era muito emocional, mas n deixei de ler em publico, porem quando eu estava chegando ao fim, fui para meu quarto e terminei escondido haha pq ne?

    ResponderExcluir
  16. Sempre desejo este livro mas até agora não o comprei =( É um dos livros mais comentados e amados. Fico indignada que eu ainda não tenha lido ele =(

    ResponderExcluir
  17. Eu particularmente não gostei desse livro, comprei porque amei a capa e talz, mas quanto a leitura pra mim foi bem difícil, pois achei muito pesada e cansativa, e no começo até entender que a morte estava narrando levou um pouquinho de tempo uhasuhdas
    Pra mim não rolou, mesmo assim fui até o fim. Bem diferente do filme, que mesmo não gostando do livro decidi assistir, e abandonei na metade.

    ResponderExcluir

^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -