Postado por : Thainá Cristina 24 agosto 2013


Título: Cidade dos Anjos Caídos
Série: Instrumentos Mortais #4
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 364
Resenhado por: Alê Lendo
Bom, todo mundo sabe que é absolutamente impossível resenhar o quarto livro de uma série sem spoilers, certo? ENTÃO, partindo dessa premissa, NÃO LEIA ESTA RESENHA se NÃO QUISER ser atropelado de informações que eventualmente não as tenha!

Não sei se vocês sabem, mas a série “OS INSTRUMENTOS MORTAIS” em sua concepção original, seria composto por apenas três livros (vide a morte de Valentim no final de “CIDADE DE VIDRO"), embora essa fosse a ideia original da autora CASSANDRA CLARE, para a nossa sorte ela mudou, e isso talvez explique o fato de “CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS” ser um claro divisor de águas nesta série.

“CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS”, é sem dúvida o meu livro preferido ("until now", porque CoLS é muito bom!!) da série. Os segredos mais relevantes a trama já foram desvendados e você já não está mais tateando no escuro, mas não se iludam, Cassie guardou na manga algumas bombásticas revelações e reviravoltas surpreendentes que é sua marca registrada em TODOS os seus livros. Mas vamos ao que interessa...

Os acordo decretados pela Clave depois da invasão de Alicante e a luta em Idris, onde Caçadores de Sombras e Criaturas do Submundo uniram-se em nome de um bem maior e comum a todos, estão em vigor e funcionam bem, ou melhor, funcionavam. O corpo de um Caçador de Sombra foi encontrado completamente mutilado e este é apenas o começo de uma série de assassinatos aos filhos do Anjo Raziel, fato que não só ameaça a segurança de todos, como pode desencadear uma guerra entre Caçadores de Sombras e Criaturas do Submundo sem precedentes.

Quem está matando Caçadores de Sombras? E por quê? Estas são as hastes que fazem de “CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS” um livro intenso, irresistível, violento e surpreendente sombrio.

Clary e Jace estão juntos, a pesar da marcação cerrada de Jocelyn, e de volta ao Instituto de Nova York. Lá Clary irá aperfeiçoar seus treinamentos como Caçadora de Sombra e aprimorar o uso de seu grande, e único, poder.

Apesar de Clary estar feliz com seu namoro, algo não está bem com Jace, ele anda a cada dia mais perturbado, distante e retraído, Clary, e todos ao redor, acredita ser por conta do tenso clima que se instaura em razão dos assassinatos a Caçadores de Sombra, mas está não é a verdadeira razão única razão.

Alec e Magnus estão viajando em lua de mel (e as fotos que eles mandam são hilárias!!!), os Lightwood’s ainda estão se refazendo da prematura morte de Max, e isso ainda irá assombrar os ânimos e trará átona segredos desconhecidas da família que explicam e muito, a personalidade de Isabelle Lightwood.

E pode tirar o vestido mais lindo e o terno mais bem cortado do armário, porque LUKE e JOCELYN vão se casar!!! E vai ser um casamento e tanto, com direito a romance, bate boca, barracos e boas - e péssimas - surpresas.

Ahhhhhhhhh e este é o livro da primeira das famosas “Dirty Scenes”, está é a conhecida DSAS: Dirty Sexy Alley Scene, que é a pegação FORTÍSSIMA de Clare e Jace em um beco. Melhor ainda é o comentário de Izzy ao surpreendê-los: “What’s wrong with bedrooms?”

Mas é preciso deixar claro que em “CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS”, o cara é SIMON LEWIS, o dono da marca de Caim e no qual ninguém pode encostar um só dedo sem que sofrer a irá direta de Deus. Boa parte da trama gira em torno dele ou de assuntos que lhe dizem respeito. O submundo quer seu apoio, os Caçadores de Sombras reivindicam sua amizade, mas a cada dia, e de maneira mais intensa, a escolha inevitável se aproxima: Quem Simon deve apoiar?

Para ajudar piorar a situação, Simon está envolvido amorosamente com duas das mulheres mais lindas e perigosas desta série: Isabelle Lightwood uma Caçadora de Sombras e Maia Roberts, uma Licantrope que trabalha diretamente com Luke na orientação do bando de Nova York. Aliás, neste livro vamos conhecer mais sobre a história de Maia e de como de tornou uma criatura do submundo.

Quanto a novos personagens você ira conhecer o misterioso e “muito gato” (segundo Clary), Kyle, o novo integrante da banda de Simon que vai aos pouco mostrando suas reais intenções e trará novas revelações sobre as organizações do Submundo.

E claro, Camille Belcourt, Vampira-chefe do Clã de Manhattan. Camille foi pouquíssimas vezes mencionada na série, se você tiver uma boa memoria deve se lembrar que Raphael explica ser a pessoas encarregada do Clã dos vampiros na ausência de seu líder. Pois bem, Camille está de volta e é personagem de extrema importância na trama, quem já leu “Anjo Mecânico” já a conhece, quem já leu “Príncipe Mecânico”, sabe BEM do seu passado com alguns dos personagens da trama.

Dica: Gente, os que estão lendo esta resenha mas ainda NÃO LERAM Anjo Mecânico e Príncipe Mecânico, eu REALMENTE recomendo que o façam, para os que leem em inglês, MAIS AINDA lerem “CLOCKWORK PRINCESS”, pois MUITOS dos acontecimentos de “CIDADE DE VIDRO” , “CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS” e principalmente "CIDADE DAS ALMAS PERDIDAS", tem sua origem nestes livros e enriquecem por demais o entendimento da trama.

Cassandra Clare redige como poucos, é uma escritora que descreve cenas com requinte de detalhes, e estas se entrelaçam no decorrer da trama com exímia perfeição, as vezes uma simples frase perdida pode ser a resposta de uma questão importante que você nem notou. Epa, mas espera aí, e o Jace? Meus queridos, MUITA ATENÇÃO, ao comportamento de Jace, apenas nos últimas capítulos você entenderá o que está acontecendo, e acredite, vai preferir não ter sabido.....

Alê Lendo


Comentários
3 Comentários

{ 3 comentários... comente você também }

  1. Oi flor!

    Eu adorei esse livro, mas pra mim o melhor continua sendo Cidade de Vidro. O final deste, por outro lado, foi o mais WTF de todos haha. O grande diferencial desse livro pra mim foi o Simon. Ele nao se destacou muito nos anteriores, mas nesse... Virou um queridinho, sem duvida um dos melhores personagens da trama!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu não gostava muito do Simon antes até ler Cofa, ainda não acabei mas é muito bom! A cena da pegação no beco KKKKKKKKKKK Continuo achando a Maia meio tanto faz na série. Estou quase acabando mas já sei qual o problema com Jace pois não aguentei e li as duas últimas linhas do final :-( Queria não ter lido, estragou tudo.

    ResponderExcluir
  3. Quero ler muito essa série, pois todos recomendam. Meu amigos já leram e ficaram alucinados por ela.

    ResponderExcluir

^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -