Postado por : Thainá Cristina 20 outubro 2014

Título: Graffiti Moon
Autora: Cath Crowley
Páginas: 240
Editora: Valentina
Resenha por: Thainá Cristina
 
Primeiro de tudo gostaria de começar essa resenha dizendo que Graffiti Moon é uma deliciosa surpresa da qual eu não esperava. 

O livro conta a história de Lucy e sua busca atrás de descobrir quem é o novo grafiteiro do pedaço que tem marcado sua arte pelos muros da cidade assinando com o nome de Sombra. Certa de quem tem uma ligação única com o grafiteiro Lucy está mais do que disposta a ir atrás dele, e para isso contará com a ajuda de seus amigos em uma noite pra lá de especial.

Sabe aqueles livros fofos, de leitura leve que uma vez que você pega não consegue mais largar? Pois bem, foi exatamente isso que aconteceu no momento em que coloquei as mãos em Graffiti Moon e me vi enfeitiçada por ele, a começar pela escrita super leve da autora Cath Crowley que consegue envolver o leitor em diversas formas de dramas familiares, emocionais, situações do dia-a-dia, na arte em sua diversas formas, sem empanzinar o leitor com isso e em apenas 240 páginas (210 no e-book, sim eu tenho os dois).

O livro é narrado por 3 personagens, sendo eles Lucy, Ed e Poeta, companheiro de grafiti de Sombra, e que também tem sua arte em forma de poemas espalhados pelos muros da cidade. Além desses três personagens principais há também os secundários e que encantam tanto quanto. Lucy e Ed pela troca de farpas e línguas afiadas, rendendo ótimas falas no livro. Leo e Jazz pela troca e entrega de sentimentos. E Daisy e Dylan, pela relação doida e atrapalhada. Todos os seis marcam o livro e conquistam seu espaço na história, e posso dizer que essa amizade ou o início dela, rende ótimos momentos e grandes gargalhadas, sim, GARGALHADAS! Eu me vi segurando elas com medo de acordar alguém aqui em casa, já que inventei de ler o livro à noite, se tornando assim impossível de ir dormir sem conseguir terminar de lê-lo.

Além de ótimos momentos com essa turma, a forma como Crowley conseguiu traduzir em letras a arte visual do graffiti de Sombra e de tantos outros grandes pintores, e como ela moldou a mente dele de como via e se expressava para o mundo, me encantou. E eu que nunca nem me liguei nessas coisas, me vi analisando tons, nuances, imaginando cada tela, cada graffiti, me fazendo mergulhar nessa forma de arte da maneira a qual eu nunca tinha mergulhado já que na correria do dia-a-dia esse tipo de coisa sempre passa desapercebido, e para entender esse tipo de arte, é preciso muito mais do que apenas uma pequena olhada, mas sim é preciso mergulhar, se perder, se entregar. 

Quando acabei de ler Graffiti Moon pode-se dizer que eu estava literalmente flutuando. Flutuando em tonalizações de azul (piadinha tirada do livro), branco, preto. Em meio ao carvão, ao vidro, ao teatro. Tantas formas de artes mostradas em tão poucas páginas <3

Sobre o trabalho da editora Valentina com o livro, como sempre está super legal e bem trabalhado, e com diversas notas nos rodapés super úteis que auxiliam bastante o leitor durante a leitura. Tanto a edição física quanto a digital não deixam a desejar.

Meu pedido é que a autora aposte em um graphic novel do livro ou em algum outro tipo de material visual, porque eu adoraria ver os graffitis de Sombra e os poemas de Poeta ganhando forma e vida.

Nesse momento única pergunta que me faço é porque mesmo eu demorei tanto para começar a ler Graffiti Moon, alguém me explica?! Queridinho e favorito ♡

LEIAM.

Comentários
11 Comentários

{ 11 comentários... comente você também }

  1. Também não estava dando tantos créditos pra história quando o peguei pra ler. Mais ao desfolhar as páginas e conhecer a história no decorrer da leitura, me vi totalmente envolvida e engajada que nem notei quando terminei. Muito bom. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Thainá.

    Primeira resenha que leio de Graffiti Moon, outro dia eu estava reclamando que Proibido era muito Pesado e alguém da Valentina me mandou ler este livro. Confesso que nem fui atrás. kkk'
    Mas a sua resenha deixou bem claro o que acontece no livro. Gostei de saber que o livro é narrado por 3 pessoas, as vezes a leitura é enjoativa quando apenas um narra, e assim conseguimos um olhar mais amplo na trama.
    Com certeza irei ler ele.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é bem levinho mesmo Paulinha e dá gosto de ler porque a narrativa e bem fluente e não dá vontade de largar. Leia sim, acho que você irá gostar <3

      Excluir
  3. É a primeira vez que leio algo sobre esse livro, não tinha ouvido falar. Confesso que a capa não me agradou muito na hora em que vi, mas assim que comecei a ler sua resenha percebi que esse livro parece ser muito bom. Tem uma história bem interessante e tal. Gosto de quando um livro é narrado por mais de um personagem. com certeza quero ler.
    beijos :*

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esta obra pra ser sincera!
    Achei legal esta busca de Lucy de sabe que o ser humano que esta que
    tem marcado sua arte pelos muros assinando com o nome de Sombra.
    Mas legal e que ela não desisti de encontra-lo.... Narrativa de ser muuuito
    boa com a historia... fiquei apaixonada por ela, quero um exemplar !

    ResponderExcluir
  5. Estou louca para ler essa obra, já vi tantas resenhas positivas. A história parece ser bem simples, só que acho (se estiver errada me corrija), que a forma como a autora encaminhou a história deixou interessante. Acho que eu estou perdendo tempo sem ler *-*

    ResponderExcluir
  6. Primeira vez que leio algo sobre Graffiti Moon.
    Essa resenha me deixou com um gostinho de quero mais. Adoro livros que falam sobre amizade, e principalmente aquele que você lê rindo.

    ResponderExcluir
  7. Thainá!
    Bom demais quando um livro traz arte e riso. Como adoro pintar e fazer artesanato, já sei que vou adorar o livro e se me fizer dar gargalhadas, nossa, ainda melhor porque qualquer coisa que nos faça rir, nos deixa feliz e aliviada.
    Tenha uma semana de sucesso!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ufa, nem deu pra perceber que você gostou do livro hen haha confesso que eu sempre julguei esse livro pela capa </3 não achava ela atraente até descobrir sobre o que o livro se tratava. Não li ainda, mas tenho muita vontade de ler o que a autora escreveu, saber como ela descreveu os grafites.

    ResponderExcluir
  9. Tenho que admitir que o livro nunca me chamou a atenção.
    Mas li algumas resenhas essas semanas que mostram que eu deveria sim dar uma chance e me surpreender com essa história.
    Pensei que por ser ligado a arte o livro seria cansativo e os personagens não me cativariam, mas pelo que estou lendo, é bem o contrário.
    Lerei sim e espero me encantar pela escrita e por toda essa história.

    ResponderExcluir

^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -