Postado por : Patricia Gonçalves 15 maio 2013


Título: A Terra das Sombras
Autora: Meg Cabot 
Série: A Mediadora
Páginas: 284
Editora: Galera Record
Ano: 2004
Resenha por: Patricia Gonçalves
Se você é daqueles que não suporta Meg Cabot por ela escrever livros com temática adolescente, é melhor dobrar a língua diante desta série. De longe, uma das melhores obras da autora, "A Mediadora" nos leva à um enredo com personagens memoráveis, misturando ação, suspense, romance e tudo com um toque de sobrenatural único e encantador.

A série é composta por seis livros, todos com menos de 300 páginas. Por um lado é muito ruim, porque lá está você totalmente concentrado lendo e de repente já acabou, deixando aquele gostinho de "quero mais". E olha que já reli a série umas duas vezes e não consigo deixar de me sentir orfã toda vez que termino de ler.

Nos livros, acompanhamos o mundo através dos olhos de Suzannah, a adolescente de 16 anos que é a narradora. Logo de cara vemos que ela é diferente das outras protagonistas que estamos acostumados: Suze vai até o fim quando sente que está certa (mesmo que acabe arrependendo depois), é sarcástica e inteligente, não leva desaforo pra casa (ou seja, vive arranjando confusão) e ainda tem tempo pra se preocupar com maquiagem e roupas... Totalmente apaixonante!

A questão é que ela nasceu com um dom, ou como ela mesma costuma falar, uma maldição: Suze consegue interagir com os mortos. Isso parecer meio "Sexto Sentido", mas a autora consegue explorar esse tópico de maneira muito única. Depois de sofrer muito na infância por causa disso, ela aprendeu que seu dever é ajudar os mortos a resolverem os assuntos que deixaram pendentes na Terra, para que assim descansem em paz. Diante disso, ela é capaz de fazer várias loucuras pra conseguir isso (leia-se invadir prédios abandonados, entrar em locais proibidos, fazer excursões noturnas pela escola, etc), o que acabou lhe trazendo vários problemas ao longo da vida escolar.
Acima da sua cabeça, o buraco havia aumentado muito. Dava para ver uns relâmpagos lá dentro. Não parecia o lugar mais atraente do mundo. Não estou dizendo que eu tinha aberto uma porta para o inferno ou coisa parecida (pelo menos era o que eu esperava), mas certamente se tratava de uma dimensão que não era a nossa, e com toda a franqueza, não parecia nenhum lugar muito agradável para visitar, muito menos para viver toda a eternidade.
Na primeira página ela se muda para o outro lado do país, indo morar na cidade de Carmel, na Califórnia, com a mãe, o padrastro e os três filhos dele. Suze coloca apelidos em seus meio-irmãos, chamando-os de Dunga (Brad), Mestre (David) e Soneca (Jake), o que rende cenas super engraçadas. Uma coisa que simplesmente eu adoro nessa série é o modo como a Meg nos mostra a cidade, tornando o lugar um personagem vivo (um dia ainda vou visitar a cidade e tentar achar os pontos turisticos!). O problema é que a casa para onde vão se mudar era uma antiga hospedaria e justo no quarto de Suzannah tem um fantasma.

Mas não é um fantasma qualquer, é o Jesse de Silva! *-* O fantasma hispânico de cabelos escuros que usa camisa bufante e botas de cavalheiro que cativa logo de inicio... Fora que um dos grandes mistérios da série se desenvolve justamente em cima do passado do fantasma bonitão. E aviso aos leitores: a frase "Mi hermosa" nunca mais será a mesma depois que conhecer Jesse!
-Levante-se -disse asperamente uma voz de homem no meu ouvido. -Pensei que você era boa nisso!
Alguma coisa explodiu no chão a menos de um palmo da minha bochecha. Virei o rosto e vi a cabeça de metal de Junipero Sera rindo grotescamente pra mim. Quando o vi, Jesse estava tentando me botar de pé e me empurrando na direção da galeria.
E como nada na vida da nossa amada protagonista é fácil, além de Suze ter que lidar com todos os problemas de se ajeitar diferente realidade em casa, também tem que aturar os problemas que o espirito de uma jovem está causando no Colégio da Missão Junipero Serra. Pelo menos Suze não está sozinha e pode contar com a ajuda de seus novos amigos: a albina CeeCee e o divertidissimo Adam. Fora que o diretor da escola, o padre Dominic também é mediador e tenta auxiliar Suze com os entraves do outro mundo.

Recomendo a série para qualquer pessoa pelo modo como a história é conduzida de maneira brilhante e cativante. 


Curiosidades:
1- Os direitos da série foram vendidos para Disney recentemente.
2- O colégio onde Suze e seus meio-irmãos estudam realmente existe na cidade de Carmel.
3- A editora Record re-lançou os livros com uma capa nova, nas imagens abaixo podemos ver os dois modelos.




Comentários
12 Comentários

{ 12 comentários... comente você também }

  1. Caaara! Deu até vontade de ler de novo!!!!! MUITO bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lilly, só de falar da série me dá aquele comixão e uma vontade enorme de ler pela milésima vez *O*

      Excluir
  2. Ahh meu sou FANÁTICA ASSUMIDA pela Tia Meg, simplesmente leio quase tudo que ela escreve, não li Diario da Princesa e não curti Insaciável mais A MEDIADORA é aquela série que vc lê, relê, lê de novo e não se cansa acho que já li umas 5 x é muito boa e minha cara de alegria foi pouca quando vi que ela vai lançar um novo livro quase cai da cadeira..quem não leu, leia É SENSACIONAL !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moniqueta, eu até tentei ler "Diários", mas não consegui. Contudo, os outros livros da Meg são perfeitos! Eu já perdi a conta de quantas vezes reli essa série *_*

      Quase morri também quando fiquei sabendo do novo livro! Quero que saia logo \o/

      Excluir
    2. Pois é O Diário da Princesa é realmente bem ruim, mas os outros são bons, quero dizer, até os que eu li.

      Excluir
    3. Eu tbm nao curti insasiavel...
      Comecei a ler cheia d vontade, mas nao atendeu minhas expectativas..
      fiquei muito decepcionada..
      Acho q nao vou ler mais nada da Mag q chegue aos pés de mediadora.. =(

      Excluir
  3. Sempre foi LOUCA para ler essa série! É impossível amar livros e NÃO amar a Meg Cabot e A Mediadora já tem excelente fama. Só li uma parte da resenha para não acabar lendo spoilers, mas vou correr atrás do livro e assim que terminar de ler, volto aqui e comento ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, só te digo uma coisa: LEEEEEIA AGORAAAAAA! *risos*
      Mas é sério, "A Mediadora" é perfeito, vale muito a pena. Na minha resenha não tem spoilers, afinal são coisas que você já descobre só de ler a sinopse do livro ;)

      Excluir
  4. Eu gostei demais desse livro, sério, já tenho a continuação em mãos pra ler, mas ainda não comecei, espero que seja tão bom quanto o primeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus, menina..
      Como vc tem a sequencia e ainda nao leu?
      como conseguiu se segurar?
      eu comecei q nao parei ate ler todos e no pc.. (q eu detesto)
      *--*
      Tu é forte, hein...rs

      Excluir
  5. Aaah MAG...
    eu amoo essa série dela!
    É uma das minhas favoritas!!
    e o Jesse???
    NAo tem como, né?
    Demais!!!! hahaha Acho q todas queriam um fantasma daquele no quarto, né?? rs
    eu li no pc, mas quero ter todos os livros na estante!

    bjinhos

    ResponderExcluir
  6. Esse eu quero ler em breve para tirar a impressão da Meg que está pelo livro da série tamanho e blá.... enfim. Este todos amam e elogiam, espero que me agrade também =)

    ResponderExcluir

^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -