Postado por : Alessandra Regina 14 abril 2014

Título: Um Perfeito Cavalheiro
Saga: Os Bridgerton- Livro 3
Autora: Julia Quinn
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Resenha por: Alessandra R.
Hoje falaremos de “Um Perfeito Cavalheiro”, o terceiro livro de uma das séries, do gênero romance histórico, mas aclamada pelos leitores, OS BRIDGERTONS.

Aliás, se você está descobrindo Os Bridgertons agora, sugiro que leia antes as resenhas dos dois primeiros livros da série: “O Duque e Eu” e “O Visconde que me Amava”.

Esta semana me pediram o nome de todos os Bridgertons (lembrando que cada livro conta a história de um irmão), vou organizá-los em idade cronológica (do mais velho para o mais novo), são eles:

Anthony Bridgerton – Livro 2 “O Visconde que me Amava”
Benedict Bridgerton – Livro 3 “Um Perfeito Cavalheiro
Colin Bridgerton
Daphne Bridgerton – Livro 1 “O Duque e Eu”
Eloise Bridgerton
Francesca Bridgerton
Gregory Bridgerton
Hyacinth Bridgerton

E então, quer se jogar no mundo dos contos de fadas? Então vem!

“Um Perfeito Cavalheiro” têm em suas primeiras páginas fatos que vão lhe remeter a um dos contos de fadas mais adorado e conhecido de todos nós, Cinderella. Mas não se preocupe, estou mais do que certa que trata-se apenas de uma licença poética, usada pela diva Julia Quinn, escritora da série, para nos introduzir ao sofrido mundo de nossa mocinha Sophie Beckett.

Sophie Beckett é filha ilegítima do Conde Richard Gunningworth. O Conde nunca assumiu a paternidade de Sophie, dizia a todos tratar-se de uma pupila, porém as semelhanças físicas com o mesmo não deixava dúvida, era sua filha.

Durante a infância Sophie fora criada sozinha na mansão Penwood, tendo apenas a companhia de seus empregados, recebeu educação adequada as crianças de sua idade, mas raramente via o Conde.

Mas então, o Conde decide se casar...

Sim, queridos leitores, teremos uma madrasta (com M maiúsculo), uma filha que é um pesadelo e outra que não é tão má assim. É claro que haverá um baile, e Sophie, vestida como uma princesa cintilante, precisará deixa-lo à meia-noite em ponto.

Mas para atrás não ficará nenhum sapatinho, apenas uma luva...

Violet Bridgerton, a matriarca dos Bridgertons, irá oferecer um baile de máscaras. Será mais uma excelente oportunidade para avaliar as boas pretendentes disponíveis, afinal, Violet ainda tem dois filhos em idade para se casarem.

Benedict Bridgerton, mais conhecido como “Bridgerton n° 2”, não está interessado em se casar, os bailes desta temporada o deixaram entediado e nenhuma garota consegue roubar a sua atenção. Mas tudo isso muda no momento que uma misteriosa garota adentra o baile de máscaras, sua felicidade e beleza parecem iluminar todo o baile e imediatamente, Benedict se vê sem chão, e sente que algo mudou para sempre a sua vida.

Após algumas poucas horas com a encantadora garota misteriosa, ela desaparece, saindo desabalada pelo salão, Benedict não consegue alcança-la e tudo o que lhe sobrou foi uma luva.

E é isso, a licença poética ao conto de fadas acaba ai, depois a história dá um salto de dois anos no tempo, onde nem de longe, nossa querida Sophie vive uma vida parecida com a de Cinderella.

Dois anos após o baile de máscaras, Benedict ainda sonha com a linda garota de vestido prateado que condenou a sua alma e encantou seu coração. Benedict já está mais do que seguro quanto a decisão de não se casar, pois tem certeza que seus sentimentos por qualquer outra garota seriam imediatamente dispensados assim que encontrasse a garota que habita em seus sonhos.

Durante uma festa privativa para cavalheiros, Benedict salva uma garota das garras de três homens bêbados, e muito pouco bem intencionados, sente uma conexão imediata com a ela e não consegue evitar de pensar que precisa ajuda-la a ter uma vida mais digna. O que Benedict nem desconfia é que acabou de encontrar Sophie, uma garota extremamente forte e de princípios rígidos, mas depois de muito maltratada pela vida, não guarda mais as belas nuances da garota de seus sonhos.

Bom, o que vem a seguir é o que Julia Quinn faz de melhor, transformar aparentes clichês em uma trama familiar – sim, porque os Bridgertons são por si só, um personagem a parte – cheia de romances impossíveis e disparidades sociais, tudo em um texto requintado, fluido e muito bem humorado, que são as marcas registradas da autora.

“Um Perfeito Cavalheiro” é mais um fascinante livro de Julia Quinn, indispensável para quem gosta de um excelente romances de época.

Você não achou que eu encerraria esta resenha sem falar de Lady Whistledown, a ferina e sarcástica colunista das Crônicas da Sociedade, não é? Pois bem, no final deste livro, temos uma – talvez – dica de que a identidade da personagem mais cativante da série Os Bridgertons, esteja prestes a ser revelada. Já nas últimas linhas do livro, a mesma se descreve cansada após 11 anos escrevendo sobre a sociedade Londrina. Eu arrisco dizer que esta revelação renderá um livro inteiro da série.

E eu, esperarei ansiosamente.

Beijo no cuore, queridos!

Ps: E aguardem, o próximo livro da série “Os Segredos de Colin Bridgerton”, finalmente, trará a história de Colin e minha mais que que-ri-da Penelope Featherington.

Comentários
4 Comentários

{ 4 comentários... comente você também }

  1. Você e a Thay só falam maravilhas dessa série, mas mesmo assim não consigo me empolgar para ler, não sou muito fã dos livros de época então tenho meio que uma trava nessas leituras.

    ResponderExcluir
  2. Não tem como não amar essa família *___________________*
    Só li o Duque e Eu e ainda naquela versão de banca publicada pela falecida Nova Cultural - que deve ser mutilada -, mas aos pouquinhos vou completando a minha coleção. Amo esse "up" que Julia Quinn dá nessa história transformando Sophie na própria Cinderela, com direito a madrasta má e tudo ♥

    ResponderExcluir
  3. Eu amo os livros dessa série!!!

    Julia Quinn escreve como ninguém e nos conquista mais e mais a cada livro...

    Adorei a resenha,acabei de ler o livro e já me deu saudade....

    bjssss

    Bianca

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi, Alessandra, eu quero muito ler a série, ganhei o primeiro livro, mas ainda não li, Um perfeito cavalheiro parece ser um ótimo livro, e eu adoro o conto de fadas da Cinderela, tenho certeza de que esse livro irá me agradar muito, adorei saber a sua opinião, e adorei mais ainda ela ser super positiva.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir

^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -