Postado por : Thainá Cristina 26 agosto 2013


Título: Anjo Mecânico
Série: As Peças Infernais #1
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 392
Resenhado por: Valdesson
Não satisfeita de ter bolado um dos maiores fenômenos literários dos últimos anos, em 2010 Cassandra Clare deu início a publicação da trilogia As Peças Infernais, série prequel de Os Instrumentos Mortais ambientada na Londres Vitoriana. Na época, diante dessa novidade, muitos leitores ficaram na dúvida do que esperar, e alguns até mesmo acreditavam que a mente de Cassie não poderia inovar no universo que a mesma já havia mostrado para nós em sua primeira série. Mas inovou. Inovou e arrebatou muitos mais fãs para o seu trabalho. Divisor de opiniões, muitas pessoas afirmam gostar até mesmo mais de TID (Abreviação de The Infernal Devices, no português, As Peças Infernais) do que de TMI (Abreviação de The Mortal Instruments, no português, Os Instrumentos Mortais), o que não é o meu caso. Independente disso, apesar de estarem dentro do mesmo universo, cada série tem sua personalidade e elementos únicos.

Mesclando um ambiente gótico com traços de steampunk e mistério, Anjo Mecânico, primeiro volume da trilogia, dá início as descobertas de Tessa Gray sobre sua verdadeira origem ao ir até Londres a procura do irmão, que é a única pessoa que a mesma possui no mundo. Chegando lá, a mesma toma conhecimento de que o mundo é bem mais do que os olhos mundanos podem ver. Após ser sequestrada, Tessa vai aos poucos entrando nessa nova realidade, e descobrindo que tem muito mais a ver com tudo isso do que ela imagina.

O início da trama é meio lento, mas depois que somos introduzidos de vez à história um ritmo frenético repleto de reviravoltas e pontas é oferecido ao leitor. Cassie não decepciona com sua narrativa cativante, capaz de nos prender na leitura com um desenvolvimento convincente e que responde dúvidas gerando milhares de outras mais. Entendível, se formos considerar que esse é um volume introdutório, mas quem está acostumado a ler Cassandra Clare sabe que ela é craque na arte de jogar pontas soltas em suas histórias e parcialmente respondê-las no final, mas sempre deixando várias outras para que seus pobres leitores possam surtar e clamar por continuações.

A composição dos personagens foi bem feita, tanto que os mesmos são tão lembrados quanto os de TMI. O triângulo amoroso, sem dúvida alguma, é um dos mais marcantes que já vimos no gênero Young Adult. Tessa é uma protagonista forte, mas que ainda tem muito a crescer. Will segue bem o estilo de badboy misterioso e sexy, que finge não se preocupar com nada quando na realidade as coisas não são exatamente como ele deixa transparecer – Will guardar segredos que são explorados mais à frente. Já Jem, que fecha o triângulo, é um rapaz sensível e bondoso, que inevitavelmente consegue cativar o coração de qualquer um.

Não são apenas novos rostos que vemos em TID, já que genialmente a autora traz personagens que já conhecemos em TMI, e, mais recentemente, o inverso também. Claro que dar mais detalhes seria spoiler, porém adianto que são participações das mais simples até aquelas que faz o leitor gritar “EITAAAAAA PORR@@@@@, COMO NÃO PERCEBI ISSO ANTES?????”.

Assumo, minha fanboyzice aumentou em muito com As Peças Infernais. Um shadowhunter por completo. Meu Raziel, me sinto maravilhado por ser fã desse universo tão bem trabalhado, que pega raças clichês do sobrenatural, como vampiros e lobisomens, mas adiciona características únicas e um jeito todo “Cassie” de ser. Mas se ainda não conhece qualquer outro trabalhado da autora, não se preocupe: o livro pode ser lido independente da série original. Se quer uma história sombria e marcante, ou apenas um steampunk, Anjo Mecânico é a pedida.

Anjo Mecânico foi publicado no Brasil pela Galera Record. Se ainda não leu, não marque bobeira e corra atrás! ;)

Valdesson 

Comentários
9 Comentários

{ 9 comentários... comente você também }

  1. Depois da série instrumentos mortais não tem como não ficar ansioso por ler os livros de Cassandra Clare. Vou terminar Instrumentos e passarei a conhecer esta série tb.
    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gente que tudo... ainda estou na série Os instrumentos Mortais.... e , revoltada com o filme!!!
    Amei sua resenha!! Parabéns.
    Bjus


    www.loucaporlivros2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Gente que tudo... ainda estou na série Os instrumentos Mortais.... e , revoltada com o filme!!!
    Amei sua resenha!! Parabéns.
    Bjus


    www.loucaporlivros2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Gente que tudo... ainda estou na série Os instrumentos Mortais.... e , revoltada com o filme!!!
    Amei sua resenha!! Parabéns.
    Bjus


    www.loucaporlivros2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu tô lendo Anjo Mecânico mas ainda estou no início e tô achando lento mesmo.. já vi várias pessoas falando que TID é melhor também

    ResponderExcluir
  6. Eu preciso começar a ler essa trilogia, adoro a escrita da Cassandra Clare e tenho certeza de que vou adorar, simples assim.

    ResponderExcluir
  7. Heeey!

    Eu amo essa trilogia ainda mais que a original Instrumentos Mortais. Não sei se é o charme da Inglaterra vitoriana ou os personagens ricamente trabalhados, mas Cassandra Clare me arrebatou de vez com As Peças Infernais. Li ambos os livros em 3 dias, e demorei mais 3 pra ler Clockwork Princess em ingles mesmo. Uma das minhas sagas favoritas, de longe. E é incrivel poder fazer as conexoes entre ambas as sagas.

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Will <3 ótima resenha! Eu só li o primeiro volume de TMI, mas já sei que que aparecem alguns personagens de TID! e tid é tãaao <3 hahahaha

    ResponderExcluir

^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -