Postado por : Patricia Gonçalves 04 setembro 2013


Título: O Leitor
Autor: Bernhard Schlink
Editora: Record
Páginas: 294
Resenha por: Patricia Gonçalves
Por acaso já te aconteceu conhecer uma pessoa que muda completamente a sua vida e depois você percebe que mal a conhece? É exatamente sobre isso que o livro de Bernhard trata... Mergulhamos junto do autor numa trama recheada de questionamentos, drama e paixões.

A narração em primeira pessoa se passa na  Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial e os apresenta o jovem Michael Berg, de 15 anos, que se apaixona por Hanna Schmitz. Porém, ela é 20 anos mais velha que ele. Os dois desenvolvem uma relação muito intima e intensa, que muda a vida de ambos. Um dos pontos que chama mais a atenção é que Hanna pede para que Michael leia em voz alta um livro e isso acaba se tornando um hábito entre eles, sempre depois de fazerem sexo (o que foi muito bem explorado pelo autor).

E de repente, quando tudo está indo às mil maravilhas, ela some. Simplesmente desaparece sem mandar noticias. Michael fica completamente arrasado, mas segue com sua vida, o amor de adolescência guardado na memória... Até que anos depois, quando está cursando a faculdade de Direito, seu professor faz com que sua turma acompanhe o julgamento de Hanna. E é aí que Bernhard mostra todo o seu talento.
Justamente porque ela se encontrava tão próxima e tão distante, daquela forma descomplicada, não quis visitá-la. Tinha a sensação de que ela só podia ser o que era para mim na realidade da distância. Tinha medo de que o mundo pequeno, leve e protegido dos bilhetes e fitas fosse artificial demais e vulnerável demais para resistir à proximidade real. Como devíamos nos encontrar cara a cara, sem vir à tona tudo o que o que acontecera entre nós?
Ela acabou indo trabalhar para os nazistas em um campo de concentração (vou omitir a razão para não dar spoiler!) e agora deve pagar pelos crimes que cometeu, já que o mundo pós-guerra não é muito tolerante. Podemos acompanhar todo o desenrolar do julgamento, a indecisão de Michael, seu sofrimento e angústia perante à condenação absurda de Hanna...

Durante todo o livro ficamos nos perguntando: será que realmente podemos julgar as pessoas pelas suas atitudes? O fato de alguém saber um segredo lhe dá poder sobre a vida de outra? Mesmo que a pessoa esteja tomando uma decisão completamente equivocada, devemos interferir?

Anos se passam, Michael chega a ter outros relacionamentos, tendo até uma filha, mas nunca consegue obter sucesso na vida amorosa. O fantasma de Hanna ainda permanece em sua mente, até que ele resolve gravar em fitas os livros que havia lido no passado e manda para sua antiga namorada na prisão. Eles voltam a se reaproximar  e você até chega a pensar que tudo poderia voltar ao que era, mas o final do livro é surpreendente!

O grande truque do autor, além de uma história complexa e reflexiva, com personagens bem elaborados é o mistério! Sim, porque eu não conhecia nada sobre a Hanna no começo do livro e terminei sem saber exatamente quem ela era. E tenho certeza de que Michael também se sentia assim.... Enfim, um grande livro para quem gosta de temas complexos e histórias de amores trágicos.

Em 2009, foi produzido a adaptação cinematográfica do livro. Vi e posso dizer que não deixou nada  a desejar, pelo contrário, ajudou a enriquecer ainda mais uma história tão maravilhosa. Excelentes atuações de Ralph Fiennes e Kate Winslet, além da estreia de David Kross no cinema americano.




Comentários
3 Comentários

{ 3 comentários... comente você também }

  1. Nossa, adorei sua resenha. Parece muito interessante. O livro ainda não li. Vou anotar aqui na minha lista interminável de leituras... hehehe!

    Bjus.

    www.loucaporlivros2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Hey!

    Adorei essa resenha e fiquei mega empolgada a ler o livro. O motivo de não ter lido ainda? A mongol aqui não sabia que existia! Qual o meu problema? Eu assisti o filme e não sabia que era uma adaptação! OMG!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti o filme na época do seu lançamento e ele me tocou profundamente. Mais não li o livro..não é tipo de leitura que gosto.

    ResponderExcluir

^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -